Busca no Blog

Carregando...

domingo, 1 de abril de 2007

O atravessador da compra do imbu

A foto

Nesta foto podemos observar agricultores da comunidade de Juá localizada a 60 km do município de Juazeiro, BA, comercializando os frutos do imbuzeiro nas ruas do município. Um detalhe importante é que normalmente, as mulheres estão mais presentes na venda do imbu, isto porque os homens ficam nas comunidades colhendo frutos para venda.

O fato

A principal forma de comercialização do fruto do imbuzeiro na região semi-árida do Nordeste é a venda para atravessadores que representam grandes comerciantes de Salvador, Recife e outras capitais do Nordeste. Nesta forma de comercialização os atravessadores fazem um contrato verbal com os agricultores na comunidade para compra de toda a safra de imbu. O preço do saco de imbu que normalmente pesar 50 kg é imposto pelo comprador em função da oferta de frutos, assim, quando a produção é pequena, o preço é maior e em anos de grandes safras, o preço é menor. Em média, o saco de imbu é comercializado por R$ 20,0. Geralmente, em cada comunidade há um representante do atravessador que mantém um contato mais próximo com os agricultores. O principal mercado consumidor do imbu é a Feira de São Joaquim em Salvador, para lá vai a maior parte dos frutos colhidos no Nordeste da Bahia, principalmente nos municípios de Juazeiro, Curaçá, Uauá, Canudos e Jaguarari. Quando ocorre excesso de oferta na feira de São Joaquim, parte da produção é comercializada para as indústrias de polpa da região, principalmente em Feira de Santa, BA. Outro mercado importante é a região metropolitana do grande Recife que absorve parte significativa da safra de imbu.


Nenhum comentário: