Busca no Blog

Carregando...

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

O desperdício de água de chuva no Sertão de Pernambuco



A foto

Nesta fotografia, podemos observar o desperdício de água de chuva na caatinga. A fotografia foi obtida no dia 23 de janeiro de 2004 na comunidade de Varginha no município de Petrolina, PE.
O fato

Muito se fala da seca e da falta de água para o consumo humano no semiárido do Nordeste brasileiro, contudo, para alguns agricultores, parece que isso não é um dos principais problemas da região. Se faltar água, o carro-pipa coloca ou será realizado algum tipo de protesto. A construção de cisternas iniciada em julho de 2003 com o Programa de Formação e Mobilização Social para a Convivência com o Semi-Árido: um Milhão de Cisternas Rurais - P1MC trouxe a garantia para os agricultores de que água não faltaria, as cisternas seriam abastecidas pelos carros-pipa enviados pelo governo federal. O objetivo do P1MC é beneficiar cerca de 5 milhões de pessoas em toda região semiárida, com água potável para beber e cozinha, através das cisternas de placas.  Más muito pouco foi realizado em termos de conscientização dos agricultores de que deveria ser aproveitada toda água das chuvas.  Cada cisterna com capacidade de armazenar 16 mil litros de água, captada através de calhas instaladas nos telhados, poderiam armazenar um volume considerável de água de boa qualidade. Com a cisterna, cada família poderia ter mais tranqüilidade nos períodos de seca. Más a realidade é outra, as cisternas tem sido utilizadas em sua maioria para reservatório de água de carro-pipa. Muitos agricultores não têm qualquer preocupação com os telhados e calhas para aproveitar a água de chuva como podemos ver na fotografia. Água de chuva sendo desperdiçada e o agricultor, simplesmente olhando da janela.

Nenhum comentário: