Busca no Blog

Carregando...

domingo, 16 de janeiro de 2011

A produção de doce da batata do imbuzeiro no Sertão de Pernambuco




A foto
Nesta fotografia podemos observar um agricultor produzindo doce do xilopódio do imbuzeiro. A fotografia foi obtida no dia 19 de junho de 2002 na comunidade de Izacolândia no município de Petrolina, PE.
O fato
Na região semiárida do Nordeste os pequenos agricultores em algumas comunidades retiram os xilopódios das plantas de imbuzeiro para produção de doce em massa. O chamado doce da batata de imbu. Essa atividade, embora tradicional em todo o Nordeste, pode esta causando danos irreparáveis à população de imbuzeiros na região. Todavia, não há estudos que comprovem esse fato, visto que, a uma formação constante de xilopódios nas plantas. Os xilopódios são órgãos de reserva do sistema radicular que armazenam água e substâncias nutritivas que são utilizados pelas plantas nos períodos de estiagem. Para produção do doce os agricultores retiram os xilopódios cortam em pedaços pequenos e removem a parte sem umidade. Após essa separação o xilopódio é passado em um ralo ou peneira para trituração. Posteriormente, toda massa é espremida para retirada do excesso de água. No preparo do doce são utilizados 1 kg de massa de xilopódio adicionado a 1 kg de açúcar. Misturou-se o açúcar à massa, antes de levá-lo ao fogo, mexendo-se sempre, até a mesma atingir o ponto de uma massa mais consistente que permitiu o corte. Esse doce é muito apreciado, principalmente quando é adicionado polpa de goiaba ou maracujá que dá a coloração vermelha ou amarela. Naturalmente o doce do xilopódio é branco.

Um comentário:

Anônimo disse...

Imagino que a retirada dos turberculos do umbuzeiro prejudiquem a planta. Isso feito assim sem controle poderá dizimar os umbuzeiros, matando assim a galinha dos ovos de ouro.