Busca no Blog

Carregando...

quarta-feira, 8 de junho de 2011

A produção de frutos em plantas de imbuzeiro no semiárido




A foto

Nesta fotografia podemos ver a colheita de imbu. A fotografia foi obtida no dia 9 de fevereiro de 2009 no município de Petrolina, PE.

O fato

Na região semiárida do Nordeste brasileiro a agricultura convive com uma série de adversidades, tendo na escassez dos recursos hídricos, sua principal restrição. Por outro lado, fator de natureza, física, biológica e socioeconômica tem contribuído para que a produção agrícola não atinja os objetivos desejados. Todavia, algumas plantas nativas da região semiárida, de modo especial, o imbuzeiro ou umbuzeiro (Spondias tuberosa Arruda) adaptando-se as intempéries climáticas que assolam a região e apresenta  boa produção,  possibilitando  o extrativismo do seu fruto pelos pequenos agricultores, constituindo-se como fonte complementar de sua renda e muitas vezes, como a única fonte de renda para algumas famílias rurais. Muitos trabalhos têm sido realizados com o objetivo de quantificar a produção do imbuzeiro, entre eles, os trabalhos de Guimarães Duque e Paulo Guerra nos anos 60. Com o objetivo de determinar a produção de frutos em 66 plantas nativas de imbuzeiro, foi realizado no período de Janeiro a março de 2009 o levantamento da produção em três comunidades de pequenos agricultores da região semiárida dos Estados da Bahia, Pernambuco e Piauí. O estudo foi realizado nos municípios de Jaguarari (BA), Petrolina (PE) e Paulistana PI). Na comunidade de Lage Alta (Jaguarari, BA), as 22 plantas selecionadas, apresentaram  uma produção média de 19.297 frutos com uma amplitude de variação de 9.715 a 33.327 frutos. O peso médio dos frutos foi de 16,78 g. A produção média na safra foi de 320,08 kg por planta. Na comunidade de Alto do Angico (Petrolina, PE), as 22 plantas selecionadas, apresentaram  uma produção média de 17.831 frutos com uma amplitude de variação de 11.458 a 22.751 frutos. O peso médio dos frutos foi de 21,36 g. A produção média na safra de 2009 foi de 374,42 kg por planta. Na comunidade de Aroeiras (Paulistana, PI), as 22 plantas selecionadas, apresentaram uma produção média de 15.131 frutos com uma amplitude de variação de 10.098 a 27.321 frutos. O peso médio dos frutos foi de 12,57 g. A produção média na safra foi de 193,25 kg por planta. Esses resultados demonstraram que há uma grande variabilidade nos parâmetros avaliados, principalmente na produção de frutos por planta entre as comunidades. A maior produção foi obtida em plantas da comunidade de Lage Alta no município de Jaguarari, BA. Contudo, esta maior produção pode esta relacionada com a maior ocorrência de chuvas nesta localidade.

Nenhum comentário: