Busca no Blog

Carregando...

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

As carvoarias do Sertão de Pernambuco




A foto

Nesta fotografia podemos ver sacos com carvão vegetal ao lado de uma carvoaria na caatinga. A fotografia foi obtida no dia 19 de janeiro de 2012 no município de Sertânia, PE.

O fato

A utilização da lenha da caatinga para produção de carvão vegetal é uma das alternativas de renda e de consumo para muitos pequenos agricultores da região. O carvão vegetal de modo geral é obtido de partes secas da madeira da caatinga. Os pequenos agricultores que fazem esta prática, normalmente produzem uma pequena quantidade de carvão, sendo para o consumo próprio e para venda. O preço de um saco de carvão em muitas regiões da caatinga é de aproximadamente por 5,0 Reais, o que torna esta atividade pouco atraente para muitos. Os agricultores só produzem carvão para venda quando não conseguem outra atividade, visto que, esse carvão é vendido para outras famílias que de modo geral compram fiado e para pequenas mercearias que pagão preços entre 4 e 6 Reais.  Esses agricultores que produzem pequena quantidade de carvão para consumo próprio e para venda em suas comunidades, realmente não são os grandes vilões do carvão no Sertão. Não são esses agricultores responsáveis pela devastação demonstrada recentemente nos estudos que demonstraram um aumento no total de caatinga desmatada de 43,38% para 45,39% nos últimos seis anos. A taxa anual média de desmatamento nos seis anos foi de 2.763 quilômetros quadrados. Levantamento do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) divulgado recentemente apontou que, entre 2002 e 2008, a caatinga teve 16.576 quilômetros quadrados desmatados, o que equivale a mais da metade da área do Estado de Alagoas.  Por outro lado, em algumas áreas do Sertão de Pernambuco, principalmente na divisa dos municípios de Serra Talhada e Custódia, esta atividade está contribuindo para a devastação da caatinga, visto que, o carvão é produzido em grande escala e vendido para indústrias na capital Recife. Dessa região sai semanalmente 8 a 10 caminhões com 12 toneladas cada um de carvão. Essa produção é que deve ser contida, como podemos ver na fotografia.  

Nenhum comentário: