Busca no Blog

Carregando...

sábado, 7 de abril de 2012

A falta de chuvas no Sertão de Pernambuco em 2012





A foto

Nesta fotografia podemos observar a água de chuva em um barreiro na caatinga. A fotografia foi obtida no do dia 6 de abril de 2008 na comunidade de Alto do Angico do município de Petrolina, PE.

O fato


As irregularidades das chuvas no Sertão de Pernambuco em 2012 têm causado danos e apreensões para muitos agricultores da região. Tudo que foi plantado de dezembro de 2011 até o momento, não suportou as altas temperaturas e morreu. Muitos agricultores estão vendendo parte dos rebanhos para comprar água para salvar outros animais. Nas cisternas quase nada foi armazenado e os carros-pipas não conseguem atender todas as solicitações. Já existem comunidades sem água para beber e outras comprando um carro-pipa de água por até R$ 90,0. O ano de 2012 pode ficar para história como uma dos anos mais difíceis para a convivência dos sertanejos com o semiárido. Dados meteorológicos observados no Campo Experimental da Caatinga na Embrapa Semiárido demonstram que no mês de janeiro de 2012 não choveu nenhum mm. No mês de fevereiro choveu 84,5 mm e 20,6 mm no mês de março, totalizando 105,1 mm. Em abril até o momento não houve nenhuma precipitação. Por outro lado, em 2011 já havia chovido 384,3 mm até esta data. Como o período de chuvas está praticamente encerrado na reghião e não há qualquer indício de uma mudança nas previsões que possa trazer esperança para os nordestinos, este ano temos que rezar muito para que ainda ocorra alguma chuva para acumular água nos barreiros para os animais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário