Busca no Blog

Carregando...

domingo, 27 de maio de 2012

A questão da água nas cisternas de produção



A foto

Nesta fotografia podemos observar um carro-pipa colocando água em uma cisterna de produção. As fotografias foram obtidas no município de Petrolina, PE.







O fato

As cisternas de produção que foram construídas até o momento na região semiárida do Nordeste, tem como função principal, captar e armazenar água das chuvas para utilização em irrigações suplementares na produção de alimentos que possam contribuir para melhoria da qualidade de vida das famílias da região seca do Nordeste. Essas cisternas fazem parte do Programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2) é uma das ações do Programa de Formação e Mobilização Social para Convivência com o Semiárido da ASA. Segundo a ASA o objetivo do programa é fomentar a construção de processos participativos de desenvolvimento rural no Semiárido brasileiro e promover a soberania, a segurança alimentar e nutricional e a geração de emprego e renda às famílias agricultoras, através do acesso e manejo sustentáveis da terra e da água para produção de alimentos. O 1 significa terra para produção. O 2 corresponde a dois tipos de água – a potável, para consumo humano, e água para produção de alimentos. As famílias atendidas pelo P1+2 são selecionadas a partir de critérios onde se prioriza as famílias com acesso à água para consumo humano, a exemplo das cisternas do P1MC, as mulheres chefes de família, as famílias com crianças de 0 a 6 anos de idade com crianças e adolescentes frequentando a escola e adultos com idade igual ou superior a 65 anos, como também portadores de necessidades especiais. Atualmente as cisternas de produção em várias comunidades vêm sendo abastecidas com água de carro-pipa o que contrária seu objetivo maior que é captar e armazenar água das chuvas. Levando em consideração que este ano os carros-pipa mal atendem as cisternas de consumo, muita água para consumo poderá ser desviada para as cisternas de produção.

Nenhum comentário: