Busca no Blog

Carregando...

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Uma nova paisagem no Sertão do Nordeste


As fotos

Nestas fotografias podemos ver diversas cisternas de plástico no Distrito de Cristália, um agricultor retirando água da cisterna de plástico e uma residência ainda sem cisterna. As fotografias foram obtidas no município de Petrolina, PE.





O fato

Embora algumas cisternas de plástico tenham apresentado problemas de fabricação em algumas comunidades do Sertão, aquelas que estão em funcionamento têm trazido muita alegria para os agricultores que até o momento só sonhavam em receber uma cisterna. Muitas famílias do Sertão nordestino ainda não tinham sido agraciadas pelas cisternas de placas do programa P1MC (Um milhão de cisternas). Embora o programa já tenha alcançado números superiores a 500 mil cisternas, ainda há muitas comunidades que não tiveram acesso a essa alternativa para armazenar água de chuva. Todavia já é possível visualizar as cisternas de plástico em muitas comunidades do Sertão. Esse tipo de cisterna faz parte do Programa Água para Todos, do governo Federal,  coordenado pelo Ministério da Integração Nacional, como parte do Plano Brasil Sem Miséria e conta com apoio dos Ministérios do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), do Ministério do Meio Ambiente (MMA), da Fundação Nacional de Saúde (FUNASA), do Banco do Nordeste (BNB) e da Fundação Banco do Brasil. Com a iniciativa de implantar 750 mil cisternas para atender as famílias até então não atendidas pelo P1MC, brevemente não haverá mais famílias sem cisternas no Sertão.  

2 comentários:

Anônimo disse...

Excelente. O programa 1 milhão de cisternas é bem- vindo.Tomara que contemple as famílias de baixa renda do sertão nordestino.

Rivaldo disse...

Meu Deus,
Como o nosso povo sofre!!! Eu aquí, no Rio de Janeiro, trabalhando e...vendo uma coisa desta. Mas, dá uma saudade tremenda apesar de tudo. Eu não queria estar aquí mas......fui obrigado. Só me resta agora, juntar meu dinheirinho, ajudar meus familiares e...quem sabe, um dia voltar para minha terra que tanto amo. Por favor, concientize nosso meninos do Nordeste a preservar o meio ambiente. Não façam queimadas, não maltratem os animais do campo. Plantem arvores se puderem, preservem a nossa terra. Voces não sabem o que eu ouço aquí no Rio e em são Paulo a respeito do nosso povo. Eles falam mal da gente e isso me doi muito.