Busca no Blog

Carregando...

sábado, 2 de fevereiro de 2013

Chuva, seca e esperança no Sertão de Pernambuco


As fotos


Nestas fotografias podemos observar áreas da caatinga preparadas para o plantio e agricultores plantando. As fotografias foram obtidas no Sertão de Pernambuco e do Piauí.










Os fatos


Em alguns municípios do Sertão Pernambucano, o início de janeiro foi muito promissor quanto à ocorrência de chuvas depois de um longo ano de seca severa. As chuvas encheram açudes, barreiros, barragens e cisternas. Novamente o verde da caatinga trouxe muita alegria para os agricultores, principalmente para aqueles que já tinham perdido quase todo seu rebanho de bovinos por falta de comida e água. Outros iniciaram o preparo das terras e começaram o plantio de milho e feijão na esperança de que as chuvas continuem. No município de Moreilândia choveu até o dia 31 de janeiro 274 mm, seguido pelo município de Araripina com um total de 226 mm. No município de Ouricuri e Exu a precipitação foi de 199 e 186 mm, respectivamente. Nos demais municípios houve chuvas significativas que diante da calamidade que vinham enfrentando, hoje o cenário é de muita esperança. Em função dessas chuvas, os governos de alguns estados do Nordeste iniciaram a distribuição de sementes para que os agricultores não perdessem as primeiras chuvas, pois, o plantio cedo pode garantir boa colheita. Todavia, nas duas últimas semanas, a falta de chuvas e as altas temperaturas novamente voltam a desanimar os agricultores, pois, o que germinou, não está suportando o sol forte. Por outro lado, para os animais a vegetação verde e a água acumulada nos barreiros e açudes garante sua sobrevivência por mais um período. Resta aos agricultores a fé de que nos próximos dias as chuvas definitivamente voltarão à região trazendo novamente a alegria para os sertanejos.

Nenhum comentário: