Busca no Blog

Carregando...

quinta-feira, 9 de maio de 2013

A capacidade de produção do imbuzeiro em anos de seca na região semiárida do Nordeste


As fotos

Nestas fotografias podemos observar plantas de imbuzeiro com frutos maduros caídos ao chão, agricultores vendendo os frutos em feira livre e para outras regiões e o processamento do imbu em uma comunidade. As fotografias foram obtidas nos municípios de Petrolina, PE, Uauá e Jaguarari, BA.





Os fatos

Embora a seca tenha afetado severamente a região semiárida do Nordeste no ano de 2012 e nos primeiros meses deste ano, em algumas comunidades do Sertão nordestino, muitas famílias de pequenos agricultores têm obtido alguma renda extra com o extrativismo e agregação de valor ao fruto do imbuzeiro. Isso se deu em função de que o imbuzeiro é uma planta nativa de grande capacidade adaptativa as condições adversas da região semiárida do Nordeste e possui um sistema radicular modificado com raízes tuberosas onde armazena uma grande quantidade de seiva elaborada o que contribui para que essa planta possa enfrentar secas severas. A safra do imbuzeiro que ocorreu nos meses de janeiro a março de 2012 não sofreu reduções significativas, visto que, no ano de 2011 as chuvas foram na ordem de 590 mm e em 2012 foram de apenas 147,5 mm. Este ano até o momento choveu 135,2 mm, todavia a safra do imbuzeiro ainda foi significativa em algumas comunidades. Dados obtidos de uma pesquisa com plantas nativas de imbuzeiro localizadas na área do Campo Experimental da Embrapa Semiárido em 2013 demonstraram que, em média, cada planta de imbuzeiro produziu um total de 13.131 frutos que pesaram aproximadamente 229,23 kg. Esse valor não é muito baixo se comparado com a média de produção das plantas que é de 300 kg/ano. Essa capacidade produtiva do imbuzeiro, mesmo em anos de seca severa demonstra que a utilização de forma racional desta planta pode contribuir para amenizar a situação vivida pelos agricultores em anos de secas na região semiárida do Nordeste. 

Nenhum comentário: