Busca no Blog

Carregando...

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

As chuvas no Sertão de Pernambuco no final do ano de 2013

As fotos

Nestas fotografias podemos observar o acúmulo de água das chuvas nos barreiro e áreas cultivadas com milho e feijão pelos agricultores com as chuvas de dezembro de 2013.






Os fatos


Embora a seca tenha sido considerada severa no Sertão de Pernambuco em 2013, em muitos municípios as chuvas foram significativas. Segundo dado da APAC no município de Serra Talhada choveu de janeiro a dezembro um total de 598,3 mm. A média histórica é de 626,7 mm. No município de Araripina o total de chuvas de janeiro a dezembro foi de 577,2 mm. A média histórica desse município é de 677,6 mm. No município de Exu, choveu um total de 592,2 mm, para uma média histórica de 816,7 mm. No município de Afogados da Ingazeira choveu um total de 524,3 mm para uma média de 582,4 mm. Assim, pode-se observar que embora a seca tenha afetado severamente esses municípios, as chuvas foram significativas. No município de Petrolina, choveu um total de 352,2 mm de janeiro a dezembro de 2013. Considerando-se que a média histórica é de 436 mm, podemos dizer que as chuvas foram significativas, contudo, a distribuição destas chuvas é que trouxe problemas para a população.  No mês de janeiro choveu 92,5 mm, em quatro eventos de chuva e 27 dias deste mês não foi registrada nenhuma chuva na região. Embora esse volume tenha sido significativo, pouco ou quase nada mudou no cenário da seca, visto que, nos meses seguintes pouca chuva foi registrada. No mês de fevereiro não foi registrada nenhuma precipitação. Esse fato chama a atenção, pois, o mês de fevereiro é um dos mais chuvosos na região. Assim, foram 28 dias de fevereiro sem chuvas. No mês de março ocorreu uma precipitação de 23,9 mm em um único dia e os 30 dias restante do mês não choveu. No mês de abril foram 3 dias de chuvas com 27 dias sem qualquer precipitação. Neste mês choveu somente 5,8 mm, em 3 eventos de chuvas. No mês de maio, novamente foram registrados 3 eventos de chuvas com um total de 13,4 mm e 28 dias sem chuvas. Nos meses de junho e julho choveu 9,6 e 12,9 mm, respectivamente, em 4 eventos de chuvas. Todavia, nesses meses foram 57 dias sem chuvas.  Essas ocorrências foram inusitadas, visto que nesses meses não se espera chuvas no Sertão. No mês de agosto choveu apenas 2,5 mm. Neste mês foram 30 dias sem qualquer precipitação. No mês de setembro, ocorreu uma precipitação de 1 mm e 29 dias sem chuvas. Com a chegada de outubro, o sertanejo esperava a ocorrência das trovoadas, marca característica deste período, porém, para o desanimo de todos os nordestinos, a chuva que ocorreu em outubro foi um chuvisco de 1,6 mm, nada de trovoadas. Foram 29 dias sem qualquer chuva em outubro. No mês de novembro foram 3 eventos de chuvas com um total de 22,5 mm, sendo 27 dias sem chuvas. No mês de dezembro choveu um total de 166,4 mm, em 10 eventos de chuvas, sendo, 8,6 mm no dia 6; 8,9 mm no dia 13; 5,5 mm no dia 15; 0,4 mm no dia 16; 0,7 mm no dia 17; 18,6 mm no dia 18; 11 mm no dia 19; 21,4 mm no dia 20; 91 mm no dia 21; e 0,4 mm no dia 22 de dezembro. Esse total é maior que os demais meses do ano. Neste mês foram 21 dias sem chuvas, totalizando 333 dias sem chuvas em 2013.

Nenhum comentário: