Busca no Blog

Carregando...

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

As primeiras flores da caatinga no início do período de seca


As fotos

Nestas fotografias podemos observar o início da floração do imbuzeiro e do sete-cascas na caatinga. As fotografias foram obtidas na caatinga do município de Petrolina, PE.









Os fatos

Na caatinga do município de Petrolina, PE, choveu até o momento 203,5 mm, sendo distribuídos da seguinte forma: janeiro (14,9 mm); fevereiro (54,2 mm); março (37,6 mm); abril (73,5 mm); maio (4,7 mm); junho (0,7 mm) e julho (17,9 mm). Até o momento foram registrados 34 dias com chuvas e 178 sem nenhuma precipitação. Todavia, as plantas da caatinga repetem seus ciclos fenológicos regularmente, a exemplo do imbuzeiro e do sete-cascas. A floração do imbuzeiro (Spondias tuberosa Arruda) é uma das primeiras que ocorre na caatinga, independente se o ano foi de muita ou pouca chuva. Esse processo ocorre porque o imbuzeiro perde as folhas logo após o inverno, para diminuir a transpiração, e entra em estado de dormência vegetativa no começo do verão por um período de até 43 dias. No entanto, com as modificações que ocorrem no clima nesse período, na temperatura e no grau higrométrico do ar, o imbuzeiro inicia sua brotação, floração e frutificação. O sete-cascas (Tabebuia spongiosa) iniciam a floração logos após as primeiras chuvas de verão, contudo, como o solo da caatinga encontra-se com baixo teor de umidade devido as secas, qualquer chuva induz sua floração. A floração do sete-cascas teve início após uma chuva de 10,5 mm que ocorreu no dia 27 de julho. A floração dessas plantas tem grande importância para fauna e flora da região semiárida, visto que, suas flores e frutos são fontes de alimentos para muitos animais da caatinga, principalmente para os pássaros e abelhas nativas no início do longo período de seca que vai de agosto a janeiro.


Um comentário:

Anônimo disse...

Olá Dr. Brito! Gostei muito do seu blog. É útil e inspirador. Abraços, Cristiane (esposa de Saulo Aidar).