Busca no Blog

Carregando...

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Água de chuvas no semiárido do Nordeste

As fotos

Nestas fotografias podemos observar as consequências das chuvas nos rios, barragens e riachos na caatinga do município de Petrolina, PE.










Os fatos


Segundo o Dr. Aldo da C. Rebouças, a semelhança de outras regiões semiáridas do mundo, o semiárido brasileiro apresenta solos rasos e pedregosos, com baixa capacidade de retenção de água. Por outro lado, registra uma precipitação anual, em torno de 700 bilhões de m³ de água. Desse total, cerca de 642 bilhões são consumidos pela evapotranspiração e o restante, 36 bilhões de m³, perde-se por escoamento superficial. Somente 24 bilhões de m³ ficam efetivamente disponíveis para o aproveitamento. Mesmo assim, é muita água para amenizar as secas que periodicamente assolam a região. No século passado tivemos a política da açudagem com a criação em 1909 do Departamento Nacional de Obras Contra as secas – DNOCS, muitos açudes e barragens foram construídos no Nordeste semiárido, porém, hoje diante das necessidades da crescente população, principalmente no meio rural, se houvesse uma nova era de construção de grandes açudes e barragens, ainda daria para se aproveitar muita água da chuva no Nordeste semiárido.

Nenhum comentário: