Busca no Blog

Carregando...

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Mandacaru para os bovinos na caatinga seca


As fotos

Nestas fotografias, podemos observar um agricultor cortando e queimando mandacaru para seu rebanho de bovinos. As fotos foram obtidas na Comunidade de Budim no município de Petrolina, PE.







Os fatos

A seca que vem ocorrendo na região semiárida do Nordeste tem causado danos econômicos graves para as famílias da zona rural, principalmente pela perda das lavouras e pela morte dos animais. Muitos animais, principalmente os bovinos tem morrido de sede e fome. Quando o agricultor tem água não dispõe de alimentos e quando tem alimentos não tem água. É um dos maiores dilemas que a região da caatinga tem passado nesses últimos 30 anos. As chuvas que alcançaram volume de aproximadamente 150 mm até o momento não foram suficiente para formação de água e pastagens para os rebanhos da caatinga. Os governos Estadual, Municipal e Federal tentam amenizar a situação com a oferta de água para o consumo das famílias e a doação ou venda a preço mínimo de milho e outras rações para os animais. Contudo, a cada dia sem chuva a situação se torna mais grave. Em muitas comunidades os agricultores que possuem bovinos tem retirado o mandacaru para alimentar seus rebanhos. Embora o mandacaru seja uma das cactáceas mais utilizadas pelos agricultores na seca, esta planta não apresenta condições de sustentação para grandes animais como os bovinos. Esses animais apresentam uma exigência maior em alimentos para sobrevivência ao contrário dos pequenos rebanhos de caprinos que consome um volume bem menor do que um bovino de 150 a 200 kg de peso vivo. Talvez as dificuldades dessa seca possam alerta os agricultores para o fato de que a caatinga não apresenta condições naturais para alimentação de animais de grande porte e que na hora de escolher seus rebanhos seja dada prioridade aos caprinos. 

Nenhum comentário: