Busca no Blog

sexta-feira, 25 de maio de 2018

A ema da caatinga nordestina

As fotos

Nestas fotografias podemos observar algumas emas na caatinga. As fotografias foram obtidas na área de caatinga e em área de criadores no município de Petrolina, PE.








Os fatos


Há relatos de que a ema é uma das aves mais antiga das Américas. No Nordeste, a ema é a maior ave que conhecemos, podendo alcançar mais de 30 kg. Algumas mais velhas chegam a 1,5 metros de altura. De modo geral, as emas são encontradas nos campos abertos da caatinga. Esse modo de vida facilita sua caçada pelos agricultores da região e, principalmente, pelos cachorros que são seu maior predador. Em algumas regiões do Nordeste como nos baixos de Irecê na Bahia, ainda é possível se observar bandos com até 20 aves. Porém, a ema tem sido caçada sistematicamente na região e hoje, foram de áreas de criadores é muito raro ver uma ema na caatinga. A espécie da caatinga é Rhea americana que habita também os cerrados. Na caatinga, esta espécie foi severamente reduzida em função da caça predatório praticada pelos agricultores. Os nordestinos caçam os animais silvestres para saciar sua fome, todavia, em diversos estudos realizados na região, a caça é mais pelo espírito esportivo, visto que, a maioria dos caçadores são pessoas da cidade ou fazendeiros que dispõem de muitos animais como caprinos e ovinos, os quais seriam suficientes para matar a fome de seus proprietários. As emas são animais onívoros com dieta composta de gramíneas, leguminosas e pequenos animais da caatinga. Em área de caatinga onde há pouca presença de animais domésticos e caçadores, as emas são encontradas consumindo frutos do imbuzeiro na época da safra.

Nenhum comentário: