Busca no Blog

Carregando...

domingo, 19 de fevereiro de 2012

A seca e a falta de água para os animais na caatinga



A foto

Nesta fotografia, podemos ver alguns caprinos bebendo o que restou de água em uma pequena lagoa na caatinga. A fotografia foi obtida no dia 30 de janeiro de 2012 na Comunidade de Lagoa dos Cavalos no município de Petrolina, PE.

O fato


Na região semiárida do Nordeste, a criação de caprinos é uma das alternativas de renda para muitas famílias da zona rural. Contudo, manter esses animais no período de seca, quando faltam alimentos e água é um dos maiores problemas dos pequenos agricultores do Sertão. A utilização da caatinga como base de alimentos para os animais, complementada com o uso de forragens de baixa demanda hídrica, conservadas na forma de feno ou silagem é uma alternativa para alimentação dos animais que pode levar os animais a produzir um ganho de peso de médio de até 35 kg/ano. Porém, para assegurar este desempenho animal, a água para os animais é de extrema importância. Considerando que o consumo diário de um caprino com peso médio de 25 kg  é de 4,5 litros de água/dia. Para manter esse animal no período de seca que é de aproximadamente 250 dias, uma cisterna de 16 mil litros dará para dessedentar 14 caprinos/ano. Parece muito pouco, todavia, sem água não há como obter ganho de peso dos animais no período de seca. Como vemos na fotografia, criar caprinos na caatinga sem as mínimas condições de atender suas necessidades hídricas é um tiro no escuro.

Nenhum comentário: